FAROL FUN-FUN: PANGEIA

Museu da República, 2019

Farol Fun-Fun é uma experiência de exposição-cena, aos moldes da pesquisa Pretofagia, onde o artista busca entender o espaço expositivo como uma plataforma possível e potente para encenação de ficções, acionando as obras expostas, ativando sua contemplação e tornando o público da exposição plateia de uma cena. Farol Fun-Fun é um conto escrito por Yhuri Cruz que descreve a criação do universo e dos primeiros desenhos e pinturas do Tempo. No conto, a personagem Escura, o Tempo e Farol Fun-Fun, juntos, são responsáveis pela escrita do que entendemos como vida e imagem. Pangeia, o subtítulo da exposição, diz respeito ao objeto-tríptico criado em cena após uma temporada de três dias no Museu da República. Como ritualizar a criação de objetos de arte? é uma das direções para a criação de Farol Fun-Fun e da obra Pangeia. Inspirado nas histórias de Nanã e Oxalá,  e na Pretofagia como método de criação, Yhuri Cruz busca entender Farol Fun-Fun dentro de uma lógica de autonomia, incorporação e encorpação de suas subjetividades.

FAROL FUN-FUN: PANGEIA. Museu da República, Rio de Janeiro 2019. Exposição, texto e direção da cena: Yhuri Cruz. Artistas-criadores da cena: Tatiana Henrique e Yhuri Cruz. Assistência: Alex Reis. Fotografia: Alex Reis e Luiz Baltar.

+ Cenas/Exposições