Yhuri Cruz, 29, Rio de Janeiro – Brasil

Artista visual e escritor, graduado em Ciência Política. Desenvolve sua prática artística e literária a partir de criações textuais que envolvem ficções visionárias, proposições performativas – que o artista chama de cenas – e instalativas em diálogo com sistemas de poder, crítica institucional, relações de opressão, encenações de cura, resgates subjetivos e violências sociais reprimidas ou não resolvidas. O artista utiliza aspectos da memória coletiva e individual, compreendendo a categoria de memória ligada aos sustos e assombrações íntimas, como fantasmas que atravessam o tempo e o espaço e constroem as formas canônicas e dissidentes de subjetividades e de sociabilidades. Suas produções plásticas e performativas mais recentes tendem a se relacionar com monumentos, fabulações encenadas, performatividade das palavras, presenças e resistências afrodiaspóricas, memoriais e esculturas em pedra.